Refugiados na Síria

Olá !! Queria desde já pedir-vos desculpa por ontem não ter conseguido publicar nada aqui no blog, mas cá está o novo post para vocês e espero que gostem !!
Vou abordar um tema que me choca, que me intriga e que especialmente me devasta ver a forma como estas pessoas vivem e o que passam para sobreviver, peço desculpas aos que são de alguma forma contra a minha opinião pois sabemos que por vezes existe coisas que também nos leva a pensar o que realmente por lá acontece será na verdade o que mostram , mas evidentemente que não é isso que falar.
É de todo um tema complexo e de muita informação pela internet fora o que acaba dificultando a sua recolha de informação e daí a ter levado semanas para o fazer, e sempre que iniciava as pesquisas era me complicado conseguir dar-lhes continuação.
Uma questão que muitos de nós desconhecemos, ou porque somos novos demais, ou porque não enriquecemos a nossa cultura, ou porque não procuramos informação na internet que nos poderá enriquecer bastante a nossa cultura, é que : Será que nós enquanto portugueses temos o conhecimento de que existe refugiados em África, Ásia, Brasil e no Médio Oriente?
Certamente que não pois eu também só tive essa noção quando iniciei a pesquisa e admito que fiquei boquiaberta com a imensidão de informação que temos a nosso dispor.
Cheguei a realizar um inquérito à população jovem sobre o tema e o que consegui apurar é de que maioria de nós não quer enriquecer a sua cultura, ou então existe uma pequena minoria que ainda tem alguma consciência e sabe que a vida daquelas pessoas não é a mais fácil e a melhor mas que gostariam de ajudar se pudessem.
* O dia do refugiado é dia 20 de junho
-O que é um refugiado?

Para mim um refugiado é um ser humano , que luta e enfrenta problemas/guerras/fomes ou até mesmo por causa da religião que escolhem, nos seus países de origem. São pessoas vitimas das circunstâncias a que se encontram alvo ,pois também existe tanta pessoa inocente pelo meio que acaba por ter de “levar”com tudo o resto. Como exemplo, as crianças ou recém-nascidos que por vezes estão nas embarcações e quando existe naufrágios por vezes nem sempre resistem ao mar.
Essas embarcações são ilegais porém as pessoas ao verem as condições que os seus países se encontram , acabam por ter poucos meios para escapar e escolhem por mar , as quais nem sempre correm bem porque encontram-se sobrelotadas e dão se naufrágios o que faz com que muitas pessoas acabam por falecer no mar.
Um pouco da história…
A crise dos refugiados teve inicio em 1962 devido ao presidente Hafez al-Assad.
Hafez era visto pela população como um ditador e esteve no poder durante 3 décadas, deixando assim livre acesso ao cargo para o seu filho Bashar al-Assad em 2002.
Originou-se numa manifestação por parte de estudantes , em que de forma pacifica apenas desejavam a liberdade de pensamento e a quebra do atual ditador.
Foi então o ponto fulcral para que tudo o que tinha acontecido até então, só viesse a piorar dai em diante. Cada vez mais tem vindo a aumentar os conflitos e cada vez se tornam mais agressivos.
Resultou assim , da implantação da guerra civil que não tem fim previsto.
Atualmente faz 6 anos da existência da guerra na síria e da construção em massa de um maior número de muros nos paises fronteiriços e transfronteiriços de possível entrada por parte dos refugiados sírios.
*Segundo a ONU (Organização das Nações Unidas) estima-se que desde 2011 mais de 230 mil pessoas
 morreram. E que mais de 2 milhões de sírios (crianças) , viu-se obrigado a procurar refúgio em países vizinhos.
 Beijinhos 🙂
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s